• 18-MAY-2018

adidas Futebol doa par de chuteiras de Mo Salah ao Museu Britânico

chuteiras do Salah
- O jogador egípcio foi o artilheiro da temporada no Campeonato Inglês com 32 gols –
- O atacante também quebrou o recorde de gols em uma única temporada -
- Sua X17 Deadly Strike será parte da coleção de artefatos egípcios no museu em Londres -
 
Para celebrar a conquista da Chuteira de Ouro de Mohamed Salah por ser o artilheiro do Campeonato Inglês nesta temporada, adidas doou um par das chuteiras de Salah para o Museu Britânico, em Londres, onde elas farão parte da mundialmente famosa coleção de objetos egípcios.
 
Salah incendiou o mundo do futebol nesta temporada e alcançou o status de tesouro nacional no seu país natal, o Egito, ao assegurar a classificação da equipe para a Copa do Mundo FIFA 2018. Para reconhecer esses recordes, adidas Futebol trabalhou em parceria com o Museu Britânico para posicionar o seu par de chuteiras X17 Deadly Strike entre os maiores artefatos e tesouros da história egípcia inseridos na coleção do museu.
 
Projetada para ajudar os jogadores mais rápidos do mundo a penetrar a defesa de seus adversários, o leve par de chuteiras forneceu a Mo Salah as ferramentas necessárias para torná-lo o pior pesadelo dos defensores por todo o mundo na temporada de 2017/18. Sua marca de 32 gols não apenas lhe proporcionou o prêmio de artilheiro do Campeonato Inglês, mas também lhe trouxe o recorde por balançar as redes mais vezes em uma temporada de 38 partidas. Marcando 44 gols somando todas as competições, Salah agora concentra seus esforços na final da Liga dos Campeões UEFA, onde buscará acabar com a hegemonia do Real Madrid no famoso campeonato europeu.
 
As chuteiras serão exibidas no museu ao longo da semana que vem, que antecederá a final, marcada para o dia 26 de maio, sábado, às 15h45 no horário de Brasília.
 
“Essa aquisição torna a mundialmente famosa coleção egípcia do Museu Britânico atualizada até os dias de hoje. Esse par de chuteiras conta a história de um ícone do Egito moderno, atuando no Reino Unido, criando um verdadeiro impacto global. Exibidas entre as estátuas de antigos faraós, estarão as chuteiras com as quais Mo Salah venceu a Chuteira de Ouro pelo Liverpool. Em breve, Salah ainda irá liderar a seleção do Egito, conhecida como Os Faraós, em busca da final da Copa do Mundo 2018. Essa aquisição contribui para o nosso projeto de adquirir objetos que contem histórias sobre o dia-a-dia da vida no Egito nos séculos XX e XXI. Passando pelo esporte, entretenimento e design, essa peça agora estará acessível ao público – assim como aquelas de outros períodos da rica história egípcia.”, declarou Neal Spencer, curador das coleções do Egito Antigo e do Sudão no Museu Britânico.